Cada vez que faço algo melhor, estou a melhorar em todas as áreas da minha vida!

 

Estava a inspeccionar uma criança enquanto ela arrumava a sua cama, após uma noite bem descansada. Com uma dose de má vontade e preguiça, ela fez a cama da mesma forma que se lê um livro quando se tem pressa: na diagonal…

Para ela, esta é uma tarefa desnecessária e infrutífera… Quem será que lhe passou esta ideia?… Talvez algum adulto ao seu redor tenha a mesma ideia, não será?…

Então perguntou-me se estava bem. Eu disse que já esteve pior, mas que podia melhorar. E ri-me. Ela não achou muita graça… E, sem pensar, eu disse-lhe assim:

“Cada vez que fazes algo melhor, estás a melhorar em todas as áreas da tua vida!”

Eu mesma fiquei pasmada com algo tão simples mas tão poderoso, e que possivelmente me faz mais falta a mim do que a ela…

Foi tão marcante que me acompanhou durante o dia, especialmente nas tarefas mais rotineiras.

Temos a mania de desvalorizar as tarefas mais simples, sem ter consciência que são essas tarefas que nos ajudam a melhorar como um todo. O simples lavar a loiça, fazer a cama, varrer, ou outra tarefa “normalmente” desvalorizada, são os impulsionadores do que desejamos criar no nosso dia-a-dia: as viagens, o carro da marca X, o projecto Y, seja lá qual for a meta, sonho ou objectivo.

Cada acção é importante e impulsionadora. Seja qual for essa acção. Se a fizermos cada vez melhor – conscientes, presentes – estamos cada vez melhores, em todas as áreas da nossa vida.

Elisabete Milheiro