O que é a ansiedade?

 

A ansiedade é estar fora da vida.

O que é a vida? O que é viver?

A vida só existe no momento presente – agora. AGORA é o único momento que existe. Nada mais existe – o passado já passou – o futuro não existe – ainda não chegou.

Tanto procuramos um estado de bem-estar interior, e quanto mais procuramos mais longe estamos – pois só conseguimos isso quando vivemos… Quando estamos presentes…

Passamos a maior parte do tempo com os nossos pensamentos focados no passado ou no futuro. Onde estão os nossos pensamentos é onde nós estamos. Se estamos pensando em algum acontecimento do passado, estamos “vivendo” esse acontecimento. Se estamos fazendo alguma tarefa, mas estamos a pensar na tarefa seguinte, estamos “vivendo” no futuro – pior ainda, em algo que nunca aconteceu… E que nunca vai acontecer…

Um experimento feito com atletas demonstra isto na perfeição. Um grupo de atletas ligados a uma máquinas que analisam a atividade do cérebro. Primeiramente foi testado as zonas do cérebro que ficavam ativas quando eles corriam. Depois pediram que imaginassem que estavam correndo a maratona, e testaram, e as mesmas zonas do cérebro foram ativas. Conclusão? Estar correndo ou imaginado que está a correr, é a mesma coisa!

Então, estar a pensar num momento que aconteceu há 50 anos atrás, é a mesma coisa que o estar vivendo AGORA! Se essa recordação tem sentimentos negativos associados, é isso que o nosso corpo está a viver… E se carregamos recordações desse tipo uma “vida inteira”…

“Vivemos fora de tempo” concentrados no que não existe, e esperamos nos sentir assim preenchidos… Que insanidade…

Por exemplo, se eu estou ansiosa/pre-ocupada em como vai correr o meu próximo workshop, estou a anular cada momento da minha vida; se estou a imaginar como vou falar, como as pessoas vão reagir, o que vou responder, estou a tentar controlar o que vai acontecer…

Como posso tentar controlar a vida? Quando a vida é imprevisto? Imprevisto para meu beneficio! Tudo que acontece é para meu beneficio! Quando tentamos controlar estamos a tentar anular o “imprevisto para nosso beneficio”, achamos que sabemos mais que o Universo, e não deixamos que ELE nos providencie tudo o que precisamos…

Ansiedade é não confiar num Universo bondoso e amoroso que nos providencia exatamente com tudo o que precisamos para concretizarmos a nossa missão aqui neste plano material – o crescimento interior. Cada ser, seja qual for o seu caminho, tem como missão tornar-se uma pessoa melhor. E isso acontece através da forma como escolhemos agir perante cada situação do dia-a-dia. Então, cada “imprevisto” é apenas a situação que precisamos para crescer/evoluir, e nos tornarmos pessoas melhores.

A chave está em nos mantermos no AGORA tomando decisões conscientes.

Não é fácil, quando temos uma mente super ativa que nos atira constantemente com pensamentos de medo e de culpa – culpa do passado, e medo do futuro – controlando-nos assim. No fundo, nós não controlamos nada – são os pensamentos que nos controlam…

Nós não somos a mente – ela é uma ferramenta que possuímos, mas não somos a mente. Da mesma forma que não somos o corpo – o corpo é o nosso templo, o templo do SER. Nós somos o SER. Somos o que habita o corpo, e possuímos uma mente.

Todos os problemas tais como depressão, transtorno obsessivo compulsivo,  e outros problemas mentais, derivam da pessoa ter deixado que seja a sua mente a comandar… Identificou-se com a mente – ela pensa que é a mente – está iludida…

O que fazer?

O que fazer para viver o AGORA?

Primeiro temos que parar a mente. Usar ferramentas para nos ajudar a equilibrar a mente, para que a usemos quando precisamos, em vez desse barulho de fundo continuo…

É um treino. Para algumas pessoas pode ser mais rápido, para outras mais lento. Mas é uma questão de treino.

 

Ferramentas:

  • Estar atento ao que estamos fazendo – viver o que estamos a fazer, seja lá o que fôr, tem que ser divertido e envolvente.
  • Fazer uma coisa de cada vez.
  • Observar a respiração.
  • Observar os pensamentos, da mesma forma que observamos uma criança traquinas que não para quieta e só faz diabruras…
  • Quando já entrámos em ansiedade… temos a oração da serenidade e as técnicas de respiração, para nos ajudar a voltar ao equilíbrio.

O que precisamos fazer é nos levantarmos mais uma vez do que aquela que caímos.

Elisabete Milheiro

Do WORKSHOP A Ansiedade